Publicado em 2 comentários

Como usar a Pasta Brasileira

A Pasta Brasileira é extremamente versátil, sendo a única que pode ser refrigerada! Leia com carinho essas dicas de uso!

pasta brasileira

 

Depois do seu bolo pronto, pão de ló, ou bolo de preferência, recorte as laterais para deixá-lo bem retinho, e se estiver muito macio use a “argamassa”bolo pasta brasileira

Receita da ARGAMASSA – 500 grs. de gordura hidrogenada, 1 lata de leite condensado, 100g açúcar confeiteiro, 1 colher de sopa de essência no sabor preferido. Bater até flocar, no final acrescente 6 colheres de sopa de leite em pó. Bata mais um pouquinho e use.

Também pode usar um ganache mais firme.

USANDO A PASTA

Depois de tirar a pasta do pote, amasse agregando um pouco de açúcar impalpável.

Caso a massa grude nas mãos  tire o excesso,  lave-as, enxugue. Deixe as mãos sempre bem secas.

Se a pasta grudar na mesa use uma espátula reta para desgruda-la.

A pasta é  macia como massa de pão. Pode colocar mais açúcar se quiser um pouco mais firme. A grande vantagem é que ela não perde o ponto nunca.

Estique com rolo até a medida que cubra o bolo. Aplique em cima do bolo alisando com as mãos. Não se pode deixar a pasta muito fina, o ideal é uma média de 5 a 7 mm. Depois de cobrir o bolo, passe o alisador polvilhando um pouco mais de açúcar impalpável, para ficar bem sequinha.

Nunca cole com CMC a pasta no bolo, esta pasta não aceita CMC. Cole com um pincel levemente úmido de água, sem excesso.

Sempre guarde seu bolo coberto por Pasta Brasileira dentro de uma caixa de papelão ou embalagem tipo Galvanotek.

Dicas:

1- Se precisar colocar essência em maior quantidade, a massa vai ficar mais mole, é só colocar mais açúcar impalpável que ela volta ao normal

2- Se colocar açúcar demais, ou se ela ficar mais seca depois de modelar, é só colocar um pouco de pasta que não foi usada.

3- Se você deixou a pasta guardada por várias semanas, depois de usada, parecendo estar dura demais ou rachada, coloque no micro-ondas de 10 a 10 segundos até amornar, amasse e voltará ao normal. Pode se juntar um pouco de pasta nova.

4- Para fazer colinha da pasta – para colar adornos pesados como flores ou faixas, junte 100g da pasta com 3 colheres de água e bata no liquidificador, passe por peneira, raspe com colher por baixo da peneira, e junte açúcar aos poucos até ficar no ponto de passar no bico de confeitar.

5- Se precisar fazer um remendo no bolo já pronto, faça uma bolinha de pasta, umedeça-a com água e preencha o buraco, alise com os dedos até fechar e ficar lisinho. Seque o local com guardanapo de papel e passe açúcar impalpável para ficar seco.

6- Para colorir em tonalidades fortes pegue uma bolinha no tamanho de uma laranja, coloque o corante aos poucos, e amasse até que toda ela fique na cor desejada. Faça várias bolinhas, colorindo sempre em pequenas porções. Não precisa cobrir a pasta, não vai secar. Depois que estiver tudo colorido é só juntar as bolinhas e amassar. Desta maneira evita-se desgaste e as primeiras bolinhas já irão muturando e fixando o corante, que ficará mais forte.

.bolo pasta brasileira2

7- A pasta depois de aberta pode ser guardada na geladeira ou não, desde que seja em local fresco. A durabilidade é grande. Sem abrir a embalagem a durabilidade é de um ano.

8- Para modelar peças maiores como flores, faixas, personagens é necessário juntar 30% de pastilhagem. A pasta brasileira sozinha não seca. Ao juntar a pastilhagem a pasta ficará rígida.

9- A pastilhagem é usada para fazer bolos cenográficos e modelar bonecos que não serão consumidos.

Os bolos cenográficos cobertos com Pasta Brasileira misturada a pastilhagem tem durabilidade de 2 anos se ficarem dentro de um saco plástico transparente, para evitar o pó e a umidade do ar. Só podem ficar abertos durante o uso, podendo ser alugados por várias vezes. Quando não quiserem mais o bolo, é só deixá-lo de molho em água, que a pasta sai toda, ficando o isopor para reuso.

10- A pasta brasileira também pode ser usada para modelar flores pequenas para serem coladas em docinhos finos, biscoitos decorados, cupcakes.

11- Para modelar frutas ou bonequinhos aconselho passar nas mãos um pouquinho de gordura vegetal para que a modelagem não grude.

pasta brasileira2

12- Nos dias muito úmidos é normal que o bolo com Pasta Brasileira venha a suar um pouco. Nesses casos deixe o bolo dentro de uma caixa de papelão ou embalagem tipo Galvanotek para protegê-lo. O bolo não irá escorrer.

A Pasta Brasileira é versátil.

Serve para modelar, colorir, agregar essências, pintar após pronto com pincéis, aerógrafos ou manualmente e sobrepor peças.

2 comentários sobre “Como usar a Pasta Brasileira

  1. Onde posso encontrar essa pasta no RJ?
    Obrigada

    1. Mandamos para o RJ através dos correios.

Deixe uma resposta